#EditalSementes

Relato “Mulheres indígenas, suas visões sobre mudanças climáticas” — Edital Sementes

PUBLICADO EM: 18 de setembro de 2021

Elizangela Baré, da Terra Indígena Cue-due Marabitanas, enumera as demandas dos povos indígenas no enfrentamento às mudanças climáticas.

Narrativa Shanenawa

Meu objetivo é atuar de forma coletiva entre as diferente regiões, para podermos abordar temas relevantes em nosso  território, como por exemplo Plano de Gestão Territorial e Ambiental das Terras Indígenas, Sustentabilidade, Mudanças Climáticas, Segurança Alimentar, Artesanatos sempre de forma coletiva, atualmente precisamos dialogar o tema mudanças climáticas. No território Rio Negro, isso é muito visivél os efeitos de mudanças climáticas, estão fazendo partir da vida dos povos originários, cada ano que se passa elas precisam achar estratégias de resgurdar os conhecimentos delas, achar caminhos e ações novas de organizar a sua existência, como por exemplo suas roças, novos cultivos e maneiras de cuidar do conhecimentos adquiridos pelo seu povo para que não desaparecam e assim guardar e resguardar as linhagem de sua ancestralidade como amor e resistência, para que a sua geração possa continuar existindo acompanhado pela mãe natureza. A nossa bandeira de luta é Terra e Cultura. 

Além disso quero compartilhar e demonstrar aos povos indígenas, que estamos passando por um processo de adaptação e variabilidade climática, nos últimos anos o sistema tradicional dos povos indígenas tem enfrentado evidências de mudanças no clima, que alteram suas atividades, onde até esse momento não se tem estutos de como será feito o desenvolvimento de politicas de enfretamento climático na região do Rio Negro.

O Edital Sementes tem como objetivo destacar narrativas que interligam questões de gênero e clima e que normalmente não encontram vazão nos espaços institucionais. São relatos orais transcritos, narrativas tradicionais, poéticas e outros que, ao serem reconhecidos, ajudam a adiar o fim do mundo.

Alguns dos materiais passaram por edição ou adaptação para melhor clareza e melhor leitura, às vezes reduzindo seu tamanho original.

“Este conteúdo não representa, necessariamente, a opinião do Observatório do Clima ou de qualquer um de seus membros.”

Gênero e Clima

Jô Santin e o desejo da terra produtiva | Mulheres que Restauram

Integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Joscimar Marins Santin é a estrela do sexto episódio da Série Mulheres que Restauram por acreditar que é das mãos das mulheres que nasce o sonho da terra produtiva. “As árvores são vida e cada planta que a gente põe na terra a gente tem que colocar na terra com o maior carinho, porque a terra é como uma mãe e gera vida”, comenta Jô.

ler mais

Pin It on Pinterest